4 Erros na hora de cortar os custos na frota

Published On: 24 de novembro de 2019Por
COMPARTILHE

Muitas vezes, uma ação de corte de custos resulta em queda de qualidade e eficiência. A causa mais comum é a pressa por reduzir despesas com decisões que geram resultado de imediato, mas que costumam comprometer consideravelmente o desempenho no médio e longo prazos, se tomadas com base em critérios falhos e insuficientes.

O impacto pode ser catastrófico: desde uma queda na lucratividade até uma queda na participação de mercado. Para evitar que isso ocorra, continue com a leitura e fique por dentro de alguns erros que você não deve cometer:

1 – Cortar os custos que aumentam a eficiência do seu negócio

Como a maioria dos negócios, a gestão de frotas tem evoluído ao longo do tempo, pois conta com novas tecnologias e modelos de controle. Podemos citar como exemplo os sistemas que permitem o monitoramento das condições da frota e a eliminação de desperdícios significativos, como aqueles relacionados a abastecimentos e horas extras desnecessárias dos motoristas que trabalham para a empresa.

O gestor não pode cortar custos aleatoriamente, diminuindo as tecnologias, o controle e o desempenho de sua frota, mas sim trabalhar para que elas sejam utilizadas em toda a sua potencialidade e monitorar os processos para identificar gargalos.

2 – Deixar de analisar o seu mercado

Um dos pontos mais críticos para equívocos na tomada de decisão ocorre quando o gestor deixa de se atualizar e entender afundo seu mercado, público-alvo e área de atuação. O desconhecimento e as falhas de análise prejudicam as deliberações na hora de definir os cortes de despesas. É essencial entender quais são os diferenciais que levam as empresas a escolher seus serviços e como manter a qualidade destes a custos menores.

3 – Não contar com a colaboração de sua equipe

Na hora de cortar custos, é importante convocar a cooperação de todos os funcionários. Isso é algo incontornável, porque são os motoristas que, por exemplo, estarão praticando ações que podem ser determinantes para gerar excessos e gastos inesperados, como multas de trânsito e colisões, por exemplo.

Dessa forma, você será capaz de esperar mais tempo para substituir os veículos de sua frota, estendendo seus ciclos de vida e obedecendo a programação elaborada para sua manutenção preventiva. As boas práticas ao volante devem exigir também menos acelerações e frenagens desnecessárias. Lembre-se de que a conduta de seus funcionários leva aos olhos das outras pessoas a imagem de sua empresa!

4 – Não melhorar a gestão de combustível de sua frota

Os custos com combustível correspondem a uma parcela considerável para as empresas que operam com frotas. A economia que é possível fazer a partir de um bom controle dos abastecimentos é algo que os gestores algumas vezes desconhecem. Para isso não basta ter um ótimo sistema de gestão de abastecimento. É fundamental que a sua equipe esteja devidamente preparada e seja capaz de realizar os procedimentos de uma maneira eficiente. Para isso,verifique se o fornecedor oferece além de um canal de suporte adequado, programas de capacitação que proporcionem uma maior autonomia na operação e no planejamento das atividades.


Refinaria de cana de açúcar - Imagem destaque artigo IonicsProjeção de demanda do etanol e perspectivas para o setor
Qual é o futuro do etanol no Brasil: perspectivas para o biocombustível

Assine nossa newsletter

    Solução completa e escalável.

    Melhor planejamento para o cliente com possibilidade de implantação modular de acordo com a necessidades do negócio.

    • Sistema modular
    • Implantação por níveis de controle
    • Infraestrutura e Suporte ativo
    • Solução com atualização constante

    Fale com um consultor.

      INFORMAÇÕES
      Caro parceiro IONICS.

      Agora que está logado, acesse os conteúdos restritos no link abaixo.

      Conteúdo restrito


      Mande sugestões para:
      conteudo@ionics.com.br.
      Ir ao Topo