Agricultura Digital está transformando o setor, saiba por quê!

agricultura digital

Com a previsão de crescimento da população, hoje já se sabe que nos próximos anos o rendimento agrícola terá que aumentar significativamente para dar conta de alimentar o mundo inteiro. Ao mesmo tempo, a agricultura digital vem se firmando como uma nova forma de olhar para o negócio no campo e pode ser a solução para suprir essa necessidade de modo sustentável.

Embora o setor agrícola já tenha passado por algumas revoluções, é a primeira vez que se desenha uma verdadeira possibilidade de automatização dos processos de produção por meio da tecnologia. Também conhecido como “agricultura 4.0”, esse movimento certamente trará a transformação mais disruptiva já vivida nas lavouras.

O que é Agricultura Digital

Depois da revolução verde na década de 60 – com a chegada de cereais de maior rendimento, de produtos químicos eficientes e de novas técnicas de irrigação, o campo assistiu mais recentemente ao desenvolvimento da engenharia genética. Atualmente, é possível ter acesso a culturas resistentes a doenças, pragas e condições ambientais.

No entanto, a modernização do setor não para por aí. Segundo os especialistas, o conceito de agricultura digital agrega a chamada agricultura de precisão, a conectividade e a internet das coisas. Além de mudar a forma como os produtores e gestores rurais realizam o seu trabalho, ela irá transformar também todas as etapas da cadeia produtiva.

A agricultura digital inclui a utilização de tecnologias de precisão que têm se tornado cada vez mais comuns no dia a dia do campo. O GPS, os drones, os monitores de colheita, os equipamentos para aplicação de sementes, água e fertilizantes e os sistemas de abastecimento de combustível permitem não apenas a automatização, mas também um controle muito mais rigoroso das operações.

Outros recursos tecnológicos que fazem parte dessa nova revolução possibilitam ainda o monitoramento das condições climáticas. Além delas, hoje o setor também conta com as plataformas de gestão agrícola que reúnem todos os dados colhidos por essas ferramentas típicas da agricultura digital.

Por que a Agricultura 4.0 é importante para garantir competitividade no setor

Por falar em dados, esse ponto é possivelmente o maior responsável pela reviravolta prometida pela agricultura digital. As tecnologias permitem hoje uma geração de informações inédita que abrange não apenas a extensão territorial da propriedade rural, como também todo o processo – desde o plantio até a colheita.

Graças à internet, esses dados ficam disponíveis na nuvem e podem ser acessados de qualquer lugar, o que permite o acompanhamento remoto das operações no campo. Além da coleta e da integração das informações, a agricultura digital também pressupõe a análise desses dados. Com um conhecimento completo sobre o solo, a meteorologia, o consumo de combustível das máquinas e outros fatores fundamentais, é possível criar modelos detalhados capazes de simular o que acontece no campo com precisão.

Experiências de sucesso mostraram que, com a utilização de sensores de umidade e temperatura e imagens de satélite, podem ser criados sistemas de recomendação em tempo real direcionados para cada planta. Com isso, o produtor consegue expandir a produção, reduzir o desperdício de água e de fertilizantes e, ainda, melhorar a qualidade daquilo que produz, agregando valor ao produto final.

Um bom exemplo, tanto da possibilidade de geração de dados que auxiliam na tomada de decisão do gestor quanto da perspectiva de redução de custos, é a utilização do sistema automatizado de abastecimento de frotas (SAAF). Essa tecnologia garante a liberação do fluxo com identificação automática e sem perda de tempo, evita fraudes e assegura que cada gota de combustível tenha a destinação correta. Além do controle do abastecimento e da economia no consumo, os registros de uso do sistema são armazenados e transmitidos através de diversas interfaces.

Agricultura digital e sustentabilidade

A melhoria na performance do negócio agrícola promovida pela agricultura digital também representa uma oportunidade de produzir alimentos de forma cada vez mais sustentável. Portanto, além do conceito estar diretamente ligado a produtividade e desempenho no campo, ele também tem relação com a sustentabilidade – o que também é de extrema importância para o futuro do planeta.

A ideia é que, utilizando a tecnologia, seja possível não apenas empregar algoritmos e Big Data mas também obter produtividade máxima por hectare cultivado. A agricultura digital também pode fazer com que os agricultores utilizem os recursos naturais de maneira mais inteligente, o que reduziria a pressão exercida sobre o meio ambiente.

Isso significa que esse novo modelo de produção tem potencial para aumentar a lucratividade no campo, alimentar a população em crescimento e, otimizando a utilização de insumos, reduzindo o uso da água e o desperdício de combustível, trazendo mais sustentabilidade ao campo.

ionics

Fique por dentro das novidades

Desenvolvimento Logo TekoaTekoa
WhatsApp chat