O Atual Mercado de Frutas Cítricas no Brasil


Não é estranho associarmos o período frio com os produtos do setor de citros. Tangerinas, laranjas e limões, são alguns dos produtos que mais vemos no mercado durante essa época do ano, sejam eles frescos ou processados. Neste ano em especial, houve uma demanda maior do que em anos anteriores não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro. 

Indo contra o esperado, tendo em vista o cenário pandêmico causado pelo Covid-19, o alto consumo se deu especialmente pelo fator saúde. As frutas cítricas são ricas em vitamina C, sendo assim, auxiliam no aumento e melhoramento da imunidade do corpo humano. 

Com a alta procura o setor no Brasil e no mundo tem apresentado crescimento, o que tem reforçando a ideia de se manter 100% ativo, seguindo todas as recomendações sanitárias dos órgãos públicos de saúde, é claro.

A Produção Nacional

Como dito anteriormente, por causa da alta demanda, o setor não parou e continua a todo o vapor, em especial no Brasil, o maior produtor global de suco de laranja. Aqui no país, são 1,44 milhões de estabelecimentos rurais que produzem entre tangerina, laranja e limão. De área plantada são 2,9 milhões de hectares, produzindo uma média de 14,9 milhões de toneladas. 

Apenas o  estado de São Paulo é responsável por 80% da produção de laranjas no Brasil. Na safra de 2018/2019, colheu mais de 13,6 mil toneladas de laranja, o que representa um aumento de 5% em relação à safra anterior. Pode parecer absurdo, mas a fruta ocupa a terceira posição em valores na lista do principais produtos produzidos pelo estado. Em 2019 o total em valor monetário produzido foi de R$ 5 bilhões. 

Mesmo que grande parte do suco de laranja produzido aqui no Brasil seja para a exportação, a demanda interna tem aumentado consideravelmente, sendo que a preferência do cidadão brasileiro fica por conta do suco extraído na hora, que contém uma maior concentração de vitamina C. Sendo assim, ao longo dos anos, a preferência nacional tem garantido aos produtores de laranja de mesa, em especial os produtores paulistas, a venda e escoamento da produção. 

O Mercado

Quando tratamos de mercado externo, as principais vendas ficam a cargo de compradores norte-americanos (Estados Unidos e Canadá) e europeus. Uma das principais razões pelas quais as frutas cítricas brasileiras acabam sendo conhecidas por boa parte do mundo.

Com a pandemia, houve uma leve queda nas exportações e nos valores de venda de suco de laranja, no entanto, segundo um levantamento do Instituto de Economia Agrícola, há evidências de um crescimento dos valores no mercado internacional. Já é possível observar uma recuperação expressiva dos preços do suco de laranja, tendo em vista uma recuperação expressiva desse valor desde 20 de março.

Esse aumento é explicado pelo aumento da demanda, já que os estoques do produto continuam altos. No entanto, especialistas alertam para a recessão pós-pandêmica, que pode afetar os números ainda neste ano. Sendo assim, segundo eles, é necessária cautela ao analisar o mercado.

Fique por dentro das novidades

Desenvolvimento Logo TekoaTekoa
WhatsApp chat