Vamos Falar de Sustentabilidade?


Sustentabilidade é a palavra da vez. Na realidade, já faz um tempo que anda em voga prestar mais atenção ao meio ambiente, não é mesmo? Mas como o agronegócio pode se envolver e ser realmente efetivo quando o assunto é sustentabilidade?

Bom, para começarmos, precisamos entender que, ao tratarmos da sustentabilidade no agronegócio, estamos na realidade tratando de três dimensões fundamentais: o economicamente viável, o ambientalmente correto e o socialmente justo. Ou também conhecidos como Triple Botton Line. 

Entendido isso, partimos para um dos postos essenciais: nenhuma atividade é viável, pensando a longo prazo, se os três fundamentos citados acima, não forem seguidos, observados e valorizados simultaneamente. 

Sustentabilidade: uma simples definição

No ano de 1987, o Relatório Brundtland da ONU, criou o desenvolvimento sustentável. Segundo a definição, o desenvolvimento sustentável é aquele que “satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades”. Ou seja, para haver desenvolvimento sustentável, deve haver um mindset que abrange a sustentabilidade ambiental, a sustentabilidade sociopolítica e por fim, a sustentabilidade econômica.

Quando no referimos à questão ambiental, devemos ter em mente que, todos os recursos originados na natureza demandam cuidados para que possam continuar existindo. Dessa maneira, a sustentabilidade sociopolítica e sustentabilidade econômica só podem existir, quando a sustentabilidade ambiental é respeitada.

Agricultura sustentável

A agricultura sustentável é um processo que valoriza e respeita o meio ambiente. Ela nutre a justiça social e consegue ser economicamente viável. No entanto, como dito acima, uma agricultura sustentável só é realmente sustentável quando, assegura que as próximas gerações usufruam e utilizem os recursos naturais, atendendo assim, a sua demanda. Além disso, ela deve elevar a qualidade de vida (responsabilidade social + econômica) em todo o globo terrestre. 

Em resumo, a agricultura sustentável na prática exige uma logística diferenciada, pois ela deve aumentar a produção de alimentos e a segurança alimentar, ao mesmo tempo que garante as atuais gerações e as futuras, usufruam e tenham suas necessidades supridas. Isso leva à uma melhor imagem do setor, gerando uma maior confiabilidade desde a sociedade, como no mercado internacional. 

Engatinhando no tema sustentabilidade

Dizem que estudar história é a melhor maneira de evitar cometer os mesmos erros do passado. Não poderia ser mais verdade, e é pensando nisso, que volto ao Brasil colônia. 

Desde o momento em que os primeiros colonizadores pisaram em terras tupiniquins, o foco era “colônia de exploração”. Infelizmente, esse traço de comportamento, que visa apenas retirar minérios, riquezas naturais etc, para o próprio bem, é ainda visto na sociedade atual. 

Sendo assim, conseguimos afirmar que nossa país não foi constituído com uma base de preservação e conservação, o que se reflete no Brasil atual. Um país que pouco olha para questões que envolvem sustentabilidade. Comparado à outros países, o Brasil é ainda um bebê quando o assunto é sustentabilidade. Estamos apenas engatinhando no tema.

Esse mindset é percebido em uma das frentes mais importantes da economia nacional, o agronegócio. É necessário tocarmos no tema, pois, o agronegócio além de ter sua parcela de contribuição no PIB brasileiro, também tem sua parcela de culpa na poluição e degradação do meio ambiente nacional. 

Mas como nem tudo está perdido e ainda há muita esperança, precisamos falar quem não são todas as empresas do setor que estão visando apenas nos lucros e retirada de riquezas naturais. Há aquelas indústrias, propriedades e agroindústrias que, vêm trabalhando com mecanismos sustentáveis. 

Práticas sustentáveis

Tendo o respeito como foco principal, é possível adotar medidas sustentáveis de maneira eficiente. Bioenergia, descarte correto de embalagens e insumos, manejo de água, tratamento de resíduos e recuperação de pastagens são algumas práticas que podem fazer a diferença quando o assunto é sustentabilidade no agronegócio. Os equipamentos envolvidos em todas estas práticas, devem também ser sustentáveis, assim a agricultura sustentável é realmente eficiente. 

Além disso, uma boa gestão de pessoas é outro ponto a ser levado em consideração ao tratarmos do assunto, pois o funcionário responsável por operar as máquinas precisa estar consciente dos impactos que cada medida tem sobre o negócio. 

Cada dia, a agroindústria está cada vez mais associada à preservação, recuperação e valorização do meio ambiente e dos recursos naturais. Sendo assim, é necessário estar preparado para as mudanças do mercado, investindo na melhoria e em uma melhor utilização do solo, na redução de consumo de água, diminuição de emissões de gases maléficos ao meio ambiente, destinação apropriada de defensivos agrícolas e reutilização de recursos.

Fique por dentro das novidades

Desenvolvimento Logo TekoaTekoa
WhatsApp chat